A busca por um profissional psicólogo se dá a partir de construções simbólicas e subjetivas  que se desenrolam dentro de um tempo. Tempo este de cada um, e que ao considerar ser auxiliado por esta via, faz esta busca trazendo sua necessidade. Num mundo tão materializado e com incessantes buscas por prazer imediato, buscar auxílio psicológico para suas questões tem sido um desafio. Para Calligaris, “Fazer terapia é um ato de coragem”. Porém, sanar nossos conflitos, reparar nossas falhas não são condições fáceis, evidentes e objetivadas.

Há construções importantes que nos respaldam, nos acionam, nos protegem e nos fortalecem, que necessariamente precisam ser feitas para lidarmos com os desafios que nos tomam.

Me proponho, partir de uma clínica da ética, onde os pacientes são vistos de forma singular, com demandas únicas, e objetivo através da escuta e acolhimento destes, produzir uma vinculação possível, onde possam sentir-se despidos de suas limitações e medos, e que possam comigo, traçar uma possibilidade de (re) construção e (re) invenção de si ao enfrentar e buscar solucionar a sua demanda.

A psicoterapia desenvolve um suporte subjetivo, cognitivo e social, reduzindo ansiedades e angústias, conduzindo à organização e à apropriação das experiências de vida, compreendendo e construindo novos significados.